Cidadania financeira em pauta no webinar em comemoração ao DICC

Lideranças dos principais sistemas cooperativistas do Brasil debateram sobre cidadania e educação financeira, além de apresentarem projetos voltados ao tema, no webinar do Projeto ConectCoop, realizado no dia 21 de outubro, em comemoração ao Dia Internacional das Cooperativas de Crédito (DICC). O evento online encerrou a programação especial da Confebras em alusão à data instituída pelo Conselho Mundial das Cooperativas de Crédito (Woccu), que tem como propósito marcar as conquistas das cooperativas de crédito e o seu poder de transformar a vida de cooperados e da comunidade internacionalmente. 

Sob o tema “Cidadania Financeira: Diálogos para um Mundo Melhor”, o debate virtual foi apresentado pela superintendente da Confebras, Telma Galletti, com mediação do  mentor em Finanças Comportamentais, Fábio Viana. Dividido em dois momentos – Compartilhar e Dialogar – o webinar iniciou com o disseminação de ações de pequeno e grande porte, em que os participantes tiveram a oportunidade de evidenciar as iniciativas das cooperativas de crédito relacionadas à educação financeira.  

 

Essência do Cooperativismo 

O superintendente do Instituto Sicoob, Luiz Edson Feltrim, destacou que as cooperativas de crédito são as protagonistas desta agenda não só pela sua capilaridade, mas por conhecerem as dores da comunidade. “Se eu ajudo o cooperado  a ter produtos e serviços adequados as suas necessidades reais, estou contribuindo para a sua educação financeira”, pontuou. Entre os diversos programas do Sicoob, Feltrim citou o “Se Liga Finanças”, criado para orientar jovens que estão entrando no primeiro emprego a usarem melhor o dinheiro. 

O diretor Executivo da Central Ailos, Ivo Bracht, frisou que a cidadania financeira está na essência do Cooperativismo de Crédito. “Nosso negócio é construir saúde financeira para um futuro melhor. Na Ailos, temos há mais de 20 anos o Progrid – Programa de Integração e Desenvolvimento de Cooperados e Comunidade, que realiza desde ações voltadas aos micro e pequenos empresários até projetos nas escolas. Para possibilitar a inclusão, é preciso ajudar as pessoas a, de fato, se tornarem cidadãos que sabem fazer a gestão da sua situação financeira de forma saudável e sustentável”, ressaltou. 

 

Pensando no futuro  

Já o presidente do Cresol Instituto, Alzimiro Thomé, destacou que, ao longo dos 26 anos da instituição, também são muitos os projetos nesta área. “Um deles é o programa ‘Cresol Educa’, desenvolvido com a preocupação de pensar no futuro. Voltado diretamente às crianças, é uma série ampla que abrange diversos temas e produtos”, mencionou. Outra iniciativa é o programa “Juventude Conectada”, voltado não só à saúde financeira dos jovens e futuros cooperados, mas também ao empreendedorismo.  

Romeo Balzan, superintendente da Fundação Sicredi, observou que, com o propósito de construir uma sociedade mais próspera, a instituição vem fazendo a diferença com uma série de projetos. “Estruturamos um programa permanente de educação financeira nacional chamado ‘Cooperação na Ponta do Lápis’, direcionado para diferentes públicos e idades, e que busca transformar a vida financeira dos associados e dos seus familiares. E falando de crianças, temos uma parceria com a Turma da Mônica para levar essa consciência sobre dinheiro aos pequenos, que já chegou a 4,7 milhões de gibis distribuídos em todas as agências”, comenta.  

Para o diretor executivo da Unicred do Brasil, Vladimir Duarte, durante muito tempo falar de finanças foi um tabu na sociedade brasileira. “Porém, hoje, se programar para o futuro e estabelecer uma boa base financeira é praticamente inevitável”. Nesse sentido, comentou que a Unicred trabalha com programas específicos nas suas quatro Centrais. “Temos o ‘Uni Poupe’ no Rio Grande do Sul, em que os colaboradores atuam como instrutores para jovens de 14 a 20 anos; a Central SC/PR desenvolveu o ‘Unicred.Edu’, site com publicações sobre finanças e que disponibiliza palestras gratuitas para escolas; no Rio de Janeiro e Mato Grosso realizamos as lives ‘Papo com Gestor’; e na Central de Minas Gerais há um programa contínuo de lives com agentes do mercado financeiro”, aponta. 

 

Mensagem do presidente 

No bloco final, chamado “Dialogar”, os participantes foram convidados a interagir fazendo perguntas uns aos outros. O foco foi a necessidade de orientar a população sobre o uso consciente do dinheiro e, desta forma, possibilitar maior prosperidade. O encerramento do webinar ficou a cargo do presidente da Confebras, Moacir Krambeck, que deixou uma mensagem importante: “Não é por acaso que o Woccu trouxe o tema ‘Construindo a saúde financeira para um futuro melhor’.  A construção dessa saúde financeira está literalmente alicerçada na educação financeira. Somos um país continental, com uma diversidade enorme. Isso nos impõe mais conhecimento e aprofundamento, pois temos de chegar a todas as pessoas para inclui-las, e assim, elas poderem contribuir para o desenvolvimento da nação”, concluiu.  

 

Confira o webinar na íntegra, em nosso canal no YouTube:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

O que você achou desse conteúdo?



    Receba nosso conteúdo por e-mail

    Confira, em primeira mão, todas as novidades, notícias e informações sobre o universo do cooperativismo.
    ©CONFEBRAS | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS