Escolha uma Página

A equidade de gênero e a importância da participação da mulher em cargos de liderança no Cooperativismo de Crédito estiveram em pauta nas redes sociais da Confebras durante o mês de março, com a websérie ConectCoop Especial “Mulheres na Liderança: Visões de Futuro para uma Sociedade Plural”. O conteúdo exclusivo preparado pela Confederação trouxe experiências de mulheres cooperativistas e reflexões importantes acerca do papel feminino dentro das cooperativas de crédito brasileiras. A websérie iniciou em 8 de março, Dia Internacional da Mulher, com a Live da psicóloga, coach e mentora, Elaine Rodrigues, que dá consultoria na implantação da cultura e educação cooperativista e na governança de cooperativas de crédito.

Nas semanas seguintes, sempre às segundas-feiras, foram exibidos vídeos com depoimentos de três dirigentes de cooperativas de crédito: a presidente do Sicoob Central Rondon, Aifa Naomi Uehara de Paula; a diretora executiva da Cresol Frederico Westphalen, Claudiane Piovesan; e a diretora executiva do Sicoob Central Rio, Nábia Jorge, encerrando o último episódio.

Na opinião da superintendente da Confebras, Telma Galletti, colocar o tema em discussão e apresentar as experiências femininas bem-sucedidas é uma forma de fortalecer a igualdade de gêneros dentro do Cooperativismo de Crédito. “Ao dar voz a estas mulheres, reforçamos um dos nossos grandes pilares, a inclusão. E ainda podemos inspirar outras mulheres a buscar maior espaço no cooperativismo, seja por meio de iniciativas inovadoras ou pela conquista de cargos de liderança”, enfatizou.

Na Live de abertura da websérie, Elaine Rodrigues destacou a importância da presença feminina em cargos de liderança. “Ter a participação de mulheres no poder vai além da equidade. É algo fundamental para o desenvolvimento da sociedade e a expansão da economia mundial. É um ato de inteligência”, ressaltou. Elaine apontou ainda que no Cooperativismo de Crédito, o número de mulheres é superior em relação às demais organizações, mas que há um longo caminho a percorrer. Números levantados pela OCB em 2020 apontam que muitas mulheres ocupam cargos gerenciais nas cooperativas, mas apenas 25% na alta gestão, como Conselhos e Diretoria. “A alta gestão das cooperativas precisa transformar esta realidade. As cooperativas precisam adotar políticas de inclusão, oferecer capacitação, rever processos de recrutamento e criar grupos para alcançar a equidade de gênero”, pontuou.

Histórias de desafios e crescimento profissional

No primeiro vídeo da websérie a convidada foi Aifa Naomi Uehara de Paula, presidente do Sicoob Central Rondon. A executiva, com mais de 20 anos de atuação no setor, falou do atual cenário e deixou um recado importante às mulheres interessadas na carreira cooperativista: “Ocupamos um espaço tímido. Há cerca de 16% de diretoras em cooperativas de crédito no Brasil e menos de 10% de conselheiras. Então, neste mundo masculinizado, tem muito espaço para a mulher ocupar. Para aquelas que já atuam no setor e almejam cargos mais altos, o conselho é que aproveitem ao máximo as opções de formação ofertadas pelas cooperativas. É importante ter conhecimento e se capacitar para quando ocupar esses espaços você chegue com segurança, autenticidade e fale no mesmo nível dos homens, e eles se tornem seus pares com muito respeito. Portanto, mulheres, ousem sonhar que vocês conseguirão!”, encorajou.

O episódio da segunda semana apresentou o depoimento da diretora executiva da Cresol Frederico Westphalen, Claudiane Piovesan, que discorreu sobre os desafios enfrentados nos 13 anos de atuação no Cooperativismo de Crédito, do seu crescimento pessoal e profissional, além da percepção sobre a presença feminina nas cooperativas. “A mulher tem muito a se desafiar e a conquistar, mas vejo no Cooperativismo de Crédito um espaço de igualdade, de inclusão e de abertura para a cooperação. Hoje, nosso quadro de colaboradores da Cresol é formado na sua maioria por mulheres”, destacou. Claudiane mencionou ainda que as cooperativas atuam como importantes fomentadoras do desenvolvimento e do empreendedorismo por meio de linhas de crédito, projetos, entre outros incentivos, para que as mulheres tirem seus projetos do papel.

A websérie encerrou no dia 29 de março, com o vídeo da diretora executiva do Sicoob Central Rio, Nábia Jorge, que se orgulha da trajetória de 26 anos que construiu no Cooperativismo de Crédito, uma inspiração para outras mulheres cooperativistas. Nábia iniciou sua jornada na área de TI, mas no caminho foi abraçando diferentes oportunidades até chegar ao cargo atual. “Os desafios da mulher no ambiente corporativo em geral são enormes. Precisamos todos os dias mostrar que somos capazes de estar à frente desta ou daquela ideia, de defender essa ou aquela causa. E a minha decisão diante disso foi buscar a única coisa que me habilitaria a ocupar esses espaços, que é o conhecimento. Mas se tivesse que resumir a minha trajetória, penso que meu grande feito foi não ter desistido”, relata.

Assista abaixo ao último episódio da websérie:

 

Assista abaixo ao carrossel com os episódios anteriores da websérie Liderança Feminina: