Confebras promove ações em prol do Ato Cooperativo

O segmento cooperativista entende que a Reforma Tributária é importante e necessária, mas precisa ter bases e parâmetros justos. O texto da PEC 110/2019, que está em processo de tramitação no Senado Federal, exige adequações importantes. Nesse sentido é inadiável observar a correta tributação das sociedades cooperativas.

Por isso, a Confebras, como legítima representante do Cooperativismo Financeiro, se une ao coro das entidades que defendem a mobilização para a inclusão da Emenda nº 8 ao texto da Reforma Tributária. O chamado Ato Cooperativo garante a tributação clara e adequada nas relações cooperativistas. 

Trabalhamos para a sensibilização dos parlamentares envolvidos na tramitação do projeto, além do convite às nossas 36 filiadas diretas e 450 indiretas para mobilização, numa engrenagem que envolve 6,81 milhões de associados. 

Para que essa estratégia seja bem-sucedida, a Confederação promove ações e atua como facilitadora para que suas filiadas possam desenvolver as seguintes tarefas: 

  • Convencimento dos parlamentares que estão à frente do trâmite da Reforma Tributária: envio de ofício da cooperativa pedindo a inclusão do Ato Cooperativo na pauta, de mensagens aos parlamentares envolvidos e aos veículos de comunicação nas redes sociais (ou marcando em publicações com a #atocooperativonapec110 e marcando o Senador Roberto Rocha @RobertoRocha _MA) 
  • Engajamento do nosso ecossistema: publicação de conteúdos nas redes sociais, envio de e-mail marketing, transmissão de comunicados via intranet e/ou encaminhamento de mensagens via WhatsApp. A intenção é que todos se sintam estimulados a se manifestar favoravelmente ao tema, mandando mensagens aos parlamentares envolvidos e aos veículos de comunicação nas redes sociais (ou marcando em publicações) 

 

Temos certeza de que a presença do nosso ecossistema é a melhor forma de alcançarmos um discurso alinhado, demonstrando nossa importância institucional e a força do nosso movimento. 

O Cooperativismo de Crédito está engajado nesse esforço! Precisamos de justiça no trato tributário das sociedades cooperativas e resolver uma questão que nos parece muito clara: a adequação da cobrança dos tributos, pois somos sociedades de pessoas, sem fins lucrativos. Não se trata de benesse, mas de um equilíbrio, um tratamento justo às peculiaridades do cooperativismo”, afirma o presidente da Confebras, Moacir Krambeck. 

A Confebras visa também dar sustentabilidade, com o apoio das filiadas, à defesa de um modelo econômico que cada vez mais dá provas de sua importância para a economia nacional. O cooperativismo parte de valores humanos e se mostra aderente às perspectivas dos novos tempos. Portanto, precisa de um sistema tributário eficiente, correto e, acima de tudo, justo. 

Para informações adicionais, acesse: https://materiais.somoscooperativismo.coop.br/ato-cooperativo-na-reforma-tributaria

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

O que você achou desse conteúdo?



    Receba nosso conteúdo por e-mail

    Confira, em primeira mão, todas as novidades, notícias e informações sobre o universo do cooperativismo.
    ©CONFEBRAS | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS