Cooperativismo de Crédito exalta os 55 anos de atuação do BCB

55 anos, a sociedade brasileira pode contar com uma das mais confiáveis instituições nacionais: o Banco Central do Brasil. O BCB tem como missão precípua garantir a estabilidade do poder de compra da moeda e a solidez e eficiência do seu sistema financeiro.  

O BCB iniciou suas atividades em 31 de março de 1965, sucedendo a antiga Superintendência da Moeda e do Crédito (SUMOC), e alcançou maturidade ao enfrentar, com ações técnicas, modernas e pontuais, diferentes desafios nacionais e mundiais que impactaram a economia brasileira nas últimas décadas.  

Em relação aos entes do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo (SNCC), temos o privilégio de poder contar, na estrutura do BCB,  com uma área especializada em cooperativas de crédito – o Departamento de Supervisão de Cooperativas e de Instituições Não Bancárias (DESUC), vinculado à Diretoria de Fiscalização (DIFIS), que tem sido uma das forças motrizes do movimento no Brasil e responsável pelo crescimento e fortalecimento das instituições financeiras cooperativas brasileiras. É de se ressaltar que pouquíssimos países do mundo possuem, em seus bancos centrais e afins, área exclusiva para direcionar e catalisar os anseios regulatórios do segmento e exercer a ação fiscalizadora sob a ótica da disseminação das melhores práticas.

Nas palavras do presidente da Confebras, Kedson Macedo, depreende-se a relevância da atuação do BCB para aprimorar o arcabouço legal do Cooperativismo de Crédito brasileiro. “O Banco Central teve um grande papel em 2009, junto aos entes cooperativos, na construção da Lei Complementar 130 e na sua aprovação pelo Congresso Nacional. Essa parceria se perpetua ao longo desses anos e agora, ao lado da OCB, segue em frente apoiando o encaminhamento da PLP de modernização da Lei ao Congresso Nacional.”  

Outro ponto importante nessa parceria é o protagonismo que o Cooperativismo de Crédito tem na chamada Agenda BC#.  Presente no pilar Inclusão, o Cooperativismo ganha destaque em temas como maior participação do segmento nas operações junto ao Sistema Financeiro Nacional; na definição do conceito de área de admissão de associados, visando dotar as cooperativas da referência necessária para suas estratégias de expansão; na modernização da gestão e da governança; e no estabelecimento de metas, presentes no “Desafio 2022”, que balizam as ações de desenvolvimento nacional e regional do Cooperativismo de Crédito.  

A atuação do BCB junto ao SNCC contribui efetivamente para que o Cooperativismo de Crédito brasileiro seja benchmark em nível mundial. “Dessa forma, parabenizamos as autoridades, dirigentes e funcionários dessa instituição exemplar que, com competência e eficiência, entregaram ao povo brasileiro, nos últimos 55 anos, seus serviços e esforços de alto nível”, finaliza o presidente da Confebras.

Data da publicação: 02/04/2020

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

O que você achou desse conteúdo?



    Receba nosso conteúdo por e-mail

    Confira, em primeira mão, todas as novidades, notícias e informações sobre o universo do cooperativismo.
    ©CONFEBRAS | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS