A cooperativa de crédito é ferramenta eficaz de crescimento e desenvolvimento do associado e do País

As cooperativas de crédito são instituições cujo foco de atuação está no crescimento de seus associados, pessoas físicas e jurídicas, e das comunidades em que estão presentes, diferentemente dos objetivos dos bancos tradicionais que visam, em geral, a realização de negócios lucrativos sem as devidas preocupações com o ambiente sócio-econômico-cultural que os cerca.

No Brasil, e em mais 109 países no mundo, as cooperativas de crédito orientam suas ações estratégicas de forma majoritária a municípios de pequenos e médios portes, nos quais seus associados vivem, trabalham e constroem seus sonhos e empreendimentos, sendo fato que em muitas localidades essas instituições financeiras estão fisicamente presentes de modo único.

Como exemplo dessa realidade, temos o Brasil em que dos 5.570 municípios do país, 568, com população superior a 3,05 milhões, são atendidos apenas por cooperativas de crédito ou Ponto de Atendimento Avançado (PAA), vinculados a unidades cooperativas.

Outro aspecto relevante das cooperativas de crédito é o compromisso de oferecer aos pequenos e médios empresários uma gama de negócios e serviços compatíveis com seus portes e necessidades financeiras, possibilitando acesso ao crédito e aos serviços que são fundamentais para a sobrevivência e desenvolvimento das empresas de pequeno porte.

Esse modelo de negócio, especializado e customizado, oferece taxas adequadas e custo de serviços coerente com o segmento, o que oportuniza aos empreendedores brasileiros alternativas à banca convencional, além de proporcionar maior segurança para gerir seu negócio e realizar seus investimentos com confiança, parceria e liquidez, sem armadilhas futuras.

A relação entre o baixo custo financeiro e a parceria existente entre cooperativas de crédito e os empreendedores associados explica, sem dúvidas, a baixa inadimplência média na carteira de crédito PJ, em comparação aos números sobre dívidas em operações de crédito apresentados pelos bancos e financeiras junto a esse segmento.

Cooperar para crescer não é demagogia ou estratégia de marketing. É uma das essências do cooperativismo. É trazer melhorias financeiras, sociais, ambientais e até mesmo políticas para as localidades nas quais estamos presentes. Por isso, a atuação das cooperativas de crédito ultrapassa o campo da assistência creditícia e financeira, desempenhando também importante papel em projetos sociais cuja a única finalidade é trazer bem-estar e desenvolvimento sustentável aos indivíduos e às comunidades.

Dessa forma, neste momento político e econômico ímpar que o país atravessa, as soluções ágeis, democráticas, colaborativas e justas que as cooperativas de crédito entregam ao mercado brasileiro trazem novos alentos e perspectivas aos sonhos dos brasileiros e brasileiras empenhados em construir um País melhor, solidário e com oportunidade para todos.

Integrados neste esforço coletivo, muitas pessoas estão preferindo migrar o relacionamento bancário do seu negócio e direcionar seus recursos para as cooperativas de crédito, que oferecem portfólios de produtos e serviços com opções modernas, seguras e rentáveis, e cujas riquezas geradas são revertidas para a prosperidade do próprio associado por meio da distribuição das sobras (resultado positivo auferido no exercício social), além de permanecerem na comunidade gerando desenvolvimento e sustentabilidade local.

Se você não é associado a uma cooperativa de crédito, este é o momento inadiável para, além de fazer um bom negócio, fazer grandes amigos!

 

Por Kedson Macedo

Presidente na Confebras e Diretor Executivo na Cooperforte

 

Data da publicação: 15/01/2019

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

O que você achou desse conteúdo?



    Receba nosso conteúdo por e-mail

    Confira, em primeira mão, todas as novidades, notícias e informações sobre o universo do cooperativismo.
    ©CONFEBRAS | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS