Por que aderir ao CooperaEduca?

Em maio de 2018, entre os dias 14 e 20, comemora-se a 5º Semana Nacional de Educação Financeira – ENEF. Acredita-se que a existência de uma estratégia de aprendizagem conscientiza a importância do controle das finanças e promove no país o tema em questão, criando condutas para sinalizar ações sólidas, podendo ser do Estado, da iniciativa privada ou da sociedade civil. Segundo o próprio site da ENEF, em 2013, contatou-se que 45 países já haviam criado um método de educação financeira ou avançaram em projetos relacionados ao assunto, entre eles Austrália, Brasil, Japão, Holanda, África do Sul, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos.

Um estudo realizado pela Quest Inteligência de Mercado constatou que os integrantes da geração Z, também conhecidos como geração Centennials (nascidos na década de 1990 até 2010) são os mais despreocupados em relação à economia. São jovens que consomem por impulso e sem planejamento e que, na grande maioria das vezes, se arrependem das compras efetuadas. Considerando esse diagnóstico, torna-se necessário um acompanhamento da conduta financeira da próxima geração, tendo em vista a segurança no investimento de projetos e no futuro da Nação.

Os jovens que nasceram após 2010 são classificados como a geração Alpha, os filhos da geração Centennials. Trata-se de uma linhagem sensível às influências midiáticas devido aos recursos tecnológicos e a tendência dos pais. Essa característica impulsiona uma certa dificuldade em conter o consumo alienado e manter um planejamento financeiro. Contudo, as crianças desse tempo também usufruem de uma inteligência prevalecente, o que as facilita muito quando estão em processo de aprendizagem e, portanto, são altas as chances de mudar a situação do país e evoluir nossa economia.

Em face dessa realidade, a Confebras – Confederação Brasileira das Cooperativas de Crédito vem propagando o projeto CooperaEduca, direcionado a crianças com idade entre 6 e 12 anos, cujo propósito é difundir e fomentar a educação cooperativista e financeira nessa faixa etária. A capacitação da nova metodologia foi realizada em 29 de janeiro deste ano, tendo a participação de 20 profissionais de cooperativas filiadas, presentes em diversos estados brasileiros. O projeto já alcançou mais de 36 mil crianças em todo o Brasil.

A cooperativa desenvolveu esse programa com o propósito de incentivar as percepções futuras, pois acreditamos que a ideia da inovação precisa passar pela conscientização das novas gerações sobre a importância do cooperativismo como modelo econômico colaborativo. Dessa forma, em consonância com o objetivo da Semana Nacional de Educação Financeira, a Confebras convida todas as cooperativas de crédito do Brasil a aderirem ao projeto, por meio de um termo de cooperação e, assim, disseminar o conhecimento entre a geração Alpha. É preciso enfatizar que a capacidade de gerar inclusão social e financeira pode transformar o mundo, tornando-o um lugar melhor para conviver.

O CooperaEduca promove competências e conceitos que orientam nosso público-alvo, por meio do Circuito Presencial de Aprendizagem (CPA), tendo como eixos estruturantes a cidadania, o cooperativismo e o consumo responsável. Dessa forma, a metodologia reforça o 5º Princípio do Cooperativismo – Educação, Informação e Formação.

A metodologia conta com uma forma lúdica de ensinar às crianças, incluindo nas aulas personagens significativos que fortalecem o propósito do cooperativismo de crédito.  O encontro entre jovens e pedagogos é dinâmico e interativo, tudo elaborado com o intuito de fomentar o espírito colaborativo nas próximas gerações.

Acesse: www.confebras.coop.br/cooperaeduca e conheça o projeto na integra.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

O que você achou desse conteúdo?



    Receba nosso conteúdo por e-mail

    Confira, em primeira mão, todas as novidades, notícias e informações sobre o universo do cooperativismo.
    ©CONFEBRAS | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS