A segunda semana de abril começou com Assembleia Geral Ordinária da Confebras

Na AGO, além da prestação de contas e a discussão sobre o plano de trabalho para 2017, foi realizada a eleição para os Conselhos de Administração e Fiscal.

No último dia 10 de abril (segunda-feira), a Confebras realizou no Hotel Cullinan HPlus a AGO – Assembleia Geral Ordinária de 2017, a qual teve como pauta a prestação de contas, a eleição dos novos membros do Conselho de Administração, da Diretoria Executiva e do Conselho Fiscal, bem como a apresentação do plano de trabalho para 2017.

A AGO reuniu 21 participantes, contingente representativo de aproximadamente 70% do quadro social. A composição dos órgãos de governança da CONFEBRAS ficou assim constituída:

Conselho de Administração:
Diretoria Executiva

  • Presidente: Kédson Pereira Macedo – Sicoob Cooperforte
  • Vice-Presidente: Celso Ramos Régis – Sicredi União MS/TO
  • Diretor: Moacir Krambeck – CECRED

 Demais Conselheiros

  • Marcelo Martins – Sicoob Central São Paulo
  • Maria Antônia de O. Bueno –  Sicoob Central Cecresp
  • Rui Schneider da Silva – Sicoob Central SC/RS
  • Vitor Hugo Gomes – Sicoob Central Crediminas

Conselho Fiscal:
Titulares

  • Carlos Alberto Pio – Sicoob Planalto Central
  • Pedro Jaime de Araújo Caldas – Sicredi Planalto Central
  • Rodrigo Matheus Silva de Moraes – CNAC

Suplentes

  • Alberto Rikito Tomaoka – Sicredi União MS/TO
  • Gustavo Andre Lange – Cecrers
  • João Carlos Gonçalves Bibbo – FNCC (Sicoob)

Vale relatar que a AGO contou também com a presença do Superintendente da OCB, Sr. Renato Nobile, que,  após  os debates sobre os próximos desafios da Confebras, reafirmou a convicção do OCB e do CECO – Conselho Especializado de Crédito Cooperativo da OCB sobre a relevância da atuação da Entidade, como estrutura supra sistêmica, para o crescimento e sustentabilidade do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo – SNCC.

Após as deliberações sobre as atividades da última gestão, ocorreram diferentes manifestações a respeito da elevação da carga tributária nas operações de crédito realizadas pelas Cooperativas de Crédito, com a cobrança de nova alíquota de IOF, imposta aos contribuintes tomadores de recursos. Opiniões foram expressas com a unânime preocupação que ocorram, num futuro próximo, outros fatos semelhantes que venham gerar dificuldades adicionais à atuação diferenciada das Cooperativas de Crédito em suas localidades. Assim, a décima sexta meta da Confebras para 2017 saiu desse debate: Empreender esforço institucional buscando a redução dos custos operacionais e tributários.

 “Vamos colaborar e fortalecer a representação institucional do cooperativismo financeiro do Brasil. Este é o nosso grande desafio: colocar a Confebras no patamar que ela merece, que ela sempre deve estar, se ombreando às outras organizações parceiras do SNCC, de modo a revitalizar a missão e a luta pelo crescimento e a perpetuidade do cooperativismo financeiro no País.” 

Com essas palavras, o recém eleito Presidente da Confebras, Sr. Kédson Macedo,  encerrou a solenidade e convidou todos para o jantar de confraternização. Representantes retornaram para suas Instituições de origem com novas perspectivas para Confebras e reflexões sobre as ações que podemos realizar para proteger o SNCC.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

O que você achou desse conteúdo?



    Receba nosso conteúdo por e-mail

    Confira, em primeira mão, todas as novidades, notícias e informações sobre o universo do cooperativismo.
    ©CONFEBRAS | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS