A CONFEBRAS

SOBRE NÓS

Constituída em 01 de novembro de 1986, a Confebras nasceu para representar o Cooperativismo de Crédito no Brasil, disseminar a cultura cooperativista financeira e formar cidadãos e profissionais cooperativistas qualificados.

Há mais de 30 anos, a Confebras exerce seu compromisso com o desenvolvimento do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo – SNCC. A Instituição liderou diversas lutas políticas, especialmente, em prol das Cooperativas Luzzatti. A vitória conquistada por meio da revogação da Resolução nº 2608/99 foi determinante para o salto evolutivo do Sistema, resultando na regulamentação das Cooperativas de Livre Admissão, por meio da Resolução nº 3.442/07, representando um dos principais avanços na história do SNCC.

APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL

Uma das mais importantes responsabilidades institucionais da Confebras é desenvolver programas que contribuam para o aperfeiçoamento de líderes cooperativistas financeiros. Ao cumprir essa missão, a Confederação incentiva a atualização de dirigentes e conselheiros cooperativistas, além de também incentivar a inovação e a competitividade das organizações cooperativas.

A Confebrás foi pioneira na promoção da educação cooperativista à distância e realiza, anualmente, eventos específicos e temáticos, que são oportunidades exclusivas para atualização intelectual sobre crédito cooperativo, compartilhamento de experiências e estabelecimento de parcerias intercooperativas, visando o desenvolvimento das cooperativas financeiras.

REPRESENTATIVIDADE INSTITUCIONAL

Como instituição que congrega cooperativas financeiras de todo o país, a Confebras tem, na representatividade, um dos mais fortes pilares de sua missão institucional. Por isso, atua com grande dedicação e determinação no cumprimento desse compromisso que tem para com as cooperativas filiadas.

Neste sentido, a Confebras participa do Conselho Especializado de Crédito da Organização das Cooperativas Brasileiras – CECO/OCB onde, entre outras coisas, contribui para o alinhamento das metas e das diretrizes do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo perante o Sistema Financeiro Nacional.